14 novembro 2011

Flavia De Luce e o Mistério da Torta

Detalhes:
Nome Original: The Sweetness at the Bottom of the Pie
Autor: Alan Bradley
Editora: ARX/Editora Saraiva
Nº de Páginas: 351
Categoria: "Romance Policial/Suspense"
Ano: 2010

Resenha:
Uma coisa que precisam saber para iniciar esta história é que Flavia, uma menina de apenas 11 anos, vive com seu pai, Coronel de Luce, e suas duas irmãs mais velhas, Ophelia e Daphne, na grande mansão Buckshaw. Como suas irmãs mais velhas vivem mentindo e irritando Flavia, ela virou uma menina muito sozinha. Órfã de sua mãe  e com um pai fanático por selos, ela não tem ninguém além de sua melhor amiga, Gladys, sua bicicleta.
Flavia passa a maior parte do tempo em seu quarto,fazendo experiências e criando novas substâncias para usar em suas, irritantes e chatas, irmãs.


“Aqui no laboratório do Tio Tar, fileira sobre fileira, estavam os livros de química que ele tão amorosamente reunira, e logo descobri que, com um pequeno esforço, a maioria deles não estava assim tão além da minha compreensão.

Com o passar do tempo, meus cadernos de anotações foram ficando mais gordos. Meu trabalho se tornava cada vez mais sofisticado a medida que os mistérios da química orgânica se revelavam para mim, e me regozijei com o conhecimento recém-adquirido daquilo que podia tão facilmente se extraído da natureza. Minha paixão especial – venenos.”

 Até que um dia a cozinheira da casa, Sra Mullet, levou um susto ao abrir a porta da cozinha que levava para fora da casa.

“Era um pássaro, um jack snipe morto. Estava caído na soleira da porta, as asas rígidas estendidas como um pequeno pterodátilo, de olhos desagradavelmente velados, o longo bico negro  de agulha apontando para cima. Alguma coisa espetada nele se movia coma brisa matinal – um pequenino pedaço de papel."

O papel se tratava de um selo. Um selo no bico de um pássaro, na soleira de sua porta? Quem o deixara ali? Por que o deixaram ali?

E para completar os eventos macabros...
Certo dia, Flavia levantou de sua cama e foi tomar um ar fresco matinal no jardim. Estava caminhando quando tropeçou e caiu de joelhos no chão molhado de lama. Irritada, tentou se limpar. Quando virou, viu uma coisa branca no meio do pé de pepinos. Por um momento achou que era um ancinho pequeno mas quando chegou mais perto viu que se tratava de uma mão. Uma mão seguida de um braço, seguido de um corpo e de uma face.

"Eu gostaria de dizer que meu coração ficou chocado, mas ele não ficou. Eu gostaria de poder dizer que meu instinto foi sair correndo, mas isso não seria verdade. Em vez disso, fiquei olhando maravilhada, saboreando cada detalhe: os dedos se agitando levemente, a quase imperceptível turvação bronze-metálico que aparece sobre a pele, como se, diante dos meus próprios olhos, ela estivesse sendo bafejada pela morte.
E, então, a quietude total.
Eu gostaria de poder dizer que fiquei com medo, mas não fiquei. Muito pelo contrário. Aquela era, de longe, a coisa mais interessante que acontecera na minha vida inteira."

Seu pai, o Coronel De Luce, é o principal suspeito. Mas Flavia sabe que seu pele não seria capaz de fazer uma coisa dessas. Com sua experiência em química e sua lógica, Flavia resolve entrar nesta jornada de mistérios e suspeitas para inocentar seu pai. 

A história é narrada pela protagonista, Flavia. Com o passar da leitura você se apaixona por ela. Flavia vai solucionando os problemas com tanta lógica que é impressionante. O legal do livro é que ele é grande e demora um pouco para termina-lo, mas vale muito a pena. Vejo como se fosse uma mini-Poirot, detetive das tramas de Agatha Christie, ou uma versão pequena e femenina de Sherlock Holmes. Adorei toda a história e recomendo!

Booktrailer:

Onde Comprar: 

Clique aqui para ler o 1° capítulo.

Trechos retirados de "Flavia de Luce e o Mistério da Torta - Alan Brandley, fotos extraídas do Booktrailer "Flavia de Luce in Norway".




Nenhum comentário:

Postar um comentário