15 novembro 2011

Os Fantasmas de Derek Stone - A Cidade dos Mortos


Detalhes:
Nome Original: The Haunting of Derek Stone - City of the Dead
Autor: Tony Abbott
Editora: Fundamento
Nº de Páginas: 110
Categoria: Infanto-Juvenil/Suspense
Ano: 2010
Número da Edição: 1
Encadernação: Brochura
Dimensões
Altura: 23 cm
Largura: 16 cm
Profundidade0,5cm



Resenha:
Minha história com esse livro é um tanto engraçada... Lembro de quando fui na livraria comprar um livro e fiquei horas olhando, lendo sinopses... Até que encontrei este! Só que eu também encontrei o livro "Flavia de Luce e o Mistério da Torta", o que me deixou em dúvida. Acabei levando o da Flavia, e cerca de uns meses depois, lá estava eu de novo, na livraria, e eu sabia exatamente onde ele estava. Fui lá e o comprei! Li em segundos pois é uma história muito intrigante!
"Você não vai acreditar. Vai dizer que é loucura, que é impossível ou qualquer outra coisa...
Mas é a mais pura verdade. Os mortos estão voltando."

Derek é um garoto comum, de apenas 14 anos que acabou de terminar a oitava série. É um pouco gordinho, tem espinhas como qualquer outro menino de sua idade. Um dia Derek, seu pai e seu irmão mais velho Ronny  foram pegar um trem para a convenção anual TremMania. Seu pai é fanático por trens clássicos e coleciona miniaturas desde sempre.
Para ser sincero Derek e Ronny não gostam de ir nesta convenção mas como não tinham uma desculpa para não irem acabaram indo.

Quando eles voltaram para o trem no fim da convenção, o pai de Derek mostrou-lhes uma ponte que foi feita  na década de 1930. A ponte estava sobre um enorme precipício entre dois barrancos íngremes e rochosos, com um rio bem escuro no fundo. 
"Sentimos um solavanco quando o vagão subiu nos trilhos sobre a ponte.[...]
[...]Um chacoalhão atingiu o trem. A sensação foi a de que todo o peso dele havia sido jogado para trás de uma vez só. Depois ouvi um som de ferro se retorcendo. Olhei para o meu pai. Ele estava com a boca aberta e com um olhar sombro.
-Pai...-chamei
-A ponte... Ah,não...
[...]O chefe do trem passou, aos tropeços,   se segurou no encosto de um dos bancos e disse:
-Estamos caindo!"

Depois do acidente, Derek acordou estirado no chão, os bombeiros o encontraram e o levaram para um hospital. Ele ficou lá por uns 2 dias e depois teve alta.
Seu tio Carl foi busca-lo e leva-lo para casa. Ele ficou morando com Derek pois agora ele estava sozinho.
Cerca de 3 semanas depois Derek ouve uns barulhos lá fora. Ele vai até a janela do andar de cima e vê uma viatura da polícia.

"Quando a porta do carro se abriu, um homem saiu do banco de trás. Ele deu um passo e meio desajeitado em direção a calçada e ficou ali, no meio-fio. Então, devagar, ergueu a cabeça e olhou para cima.
meu peito quase explodiu quando vi aquele rosto.
Era Ronny."

Derek ficou tão feliz em ver seu irmão vivo que saiu correndo para abraçá-lo. Mas aquele Ronny que estava ali parado na frente da sua casa não era o mesmo que saiu voando pela janela do trem. Ronny estava diferente, muito diferente.
É claro que ele deve estar traumatizado com tudo que aconteceu mas não era motivo para ele estar agindo daquele jeito. 

Depois de um tempo as pessoas que estavam sumidas desde o acidente começam a aparecer pela cidade agindo como se nada tivesse acontecido

Agora Derek precisa descobrir o que aconteceu com Ronny, como aquelas pessoas "ressussitaram" e a onde estava seu pai.

"O destino do mundo está nas mãos de Derek Stone.
Ele não pediu isso. Mas, agora, vai até o fim."

Gostei muito do livro e acho ele perfeito para quem gosta de uma leitura rápida e fácil. Narrada pelo Derek, a história fica fácil de entender com este tipo de linguagem.
O autor criou uma trama muito boa, pois nunca ouvi uma história como essa. Só lendo para entender o que achei.

Recomendo muito, é uma trama de quatro livros, todos com cerca de 95 páginas, fáceis de ler e entender. Simplesmente incrível!

Booktrailer:  (propaganda na verdade)


Onde comprar:
Trechos retirados de "Os Fantasmas de Derek Stone - Cidade dos Mortos - Tonny Abbott"




Nenhum comentário:

Postar um comentário