04 setembro 2012

Travessia


Detalhes
Nome Original: Crossed
Autor: Ally Condie
Editora: Suma de Letras
Nº de Páginas: 271
Categoria: Aventura/Romance

Resenha:
"Travessia" é o segundo livro da trilogia de "Destino", ou seja, esta resenha pode ter spoilers, e se você ainda não leu, ou quer que seja surpresa, não continue lendo.

Com os fatos ocorridos em Destino, Cassia nunca mais viu a Sociedade do jeito que costumava ver, e por isso decide ir atrás de seu amor Ky, que agora fora levado para as Províncias Exteriores. 
Com medo de que Ky já estivesse morto, Cassia se alivia ao saber que ele conseguiu fugir para os cânions ("A Escultura" no mapa abaixo) e decide ir atrás dele.

Durante a aventura toda vamos vendo mistérios e um mundo diferente que Cassia e Ky estão prestes a descobrir... Cassia fará de tudo para encontra-lo e trazer paz a todos.


A história é muito surpreendente! Eu não havia lido nada sobre a continuação, tanto que me confundi no inicio, já que o livro se passa no ponto de vista de Cassia e Ky,tendo os capítulos intercalados entre a narração de um e outro, sendo assim ser possível ficarmos sabendo o que ocorre em ambos os lados. 



A narração de Ky é muito boa no sentido de que podemos conhecer o personagem melhor, já que em Destino só conhecíamos ele do ponto de vista de Cassia. A ideia da Ally Condie das narrações foi muito boa! Alias, eu nunca havia lido um livro nesse formato e gostei bastante do resultado. Se você conhecer algum livro neste formato comente nos comentários :)

Eu gostei bem mais deste livro do que de Destino pois ele tem mais aventura e ação e nos prende mais ao livro.

Uma coisa legal é um mapa no ínicio do livro, onde podemos ter a ideia de onde ficam os locais citados na história :)

 Outra coisa bacana são os poemas que aparecem na história com frequência também no inicio do livro, como "Não entre docemente naquela boa noite" que aparece em Destino, e o "Cruzar a Margem" que aparece em Travessia



  • Book Trailer





2 comentários:

  1. Os Heróis do Olimpo (tio Rick) , chega cm uma narrativa em terceira pessoa mas fica mudando os personagens assim como Crônicas de Gelo e Fogo do tio Martin. mas nunca vi escrito em primeira pessoa e ir mudando.

    ResponderExcluir